segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Lidstrom, Modano, Favre e LeBron (post gigante)

Faça um ranking dos melhores defensores da NHL hoje. Onde está Nicklas Lidstrom? Ele não ficou entre os finalistas para o Troféu Norris da última temporada, ou seja, não foi considerado um dos três melhores. Para confirmar, o péssimo jornalista Adrian Dater escreveu um artigo para o site da Versus, listando Lidstrom como o 4º melhor defensor da Liga, atrás de Doughty (LA), Keith (CHI) e Chara (BOS).

Dater disse ter os seguintes requisitos para julgar os melhores: eficiência do primeiro passe, capacidade de decisão e capacidade de manter o jogo fluindo na zona ofensiva. Sim, Dater só utiliza quesitos ofensivos para listar defensores. Gênio.

Agora me diga, por esses aspectos, onde Lidstrom perdeu pontos? Concordo que a primeira parte da temporada nos mostrou um Nick diferente, mas na virada do ano ele se tornou aquele grande defensor de sempre, por muitas vezes sendo um dos únicos na equipe a merecer elogios e não críticas (o outro é Jim Howard).

Mais uma vez, vale lembrar as características de Nicklas Lidstrom. Não é o maior, não é o mais forte, não é o mais rápido, não é o melhor ofensivamente. Mas pelamordedeus, ele é o mais inteligente, por muito. Ninguém controla o taco como ele, ninguém se posiciona como ele, ninguém chuta como ele (não pela força, mas pela direção, mesmo quando chuta para fora de propósito para proporcionar rebotes para Tomas Holmstrom).

Sim, Nicklas Lidstrom é o melhor defensor da Liga, mas não é em um jogo que você vai perceber isso. Muitos jogadores podem passar uma partida sem cometer erros. Muitos jogadores podem passar duas partidas sem errar. Para ver quão perfeito(?!) Lidstrom é, você precisa observá-lo por muito tempo, tempo que Dater não deve ter. Opa, calma aí, Dater trabalha com hóquei, tem o dever de ver Lidstrom jogar! Ah, então ele é burro

Lidstrom, que jogou até Maio, decidiu que fica em Detroit para o ano que vem. Ele tinha todo direito de considerar suas opções, e em Junho já assinou seu contrato. Enquanto isso, Mike Modano, que não foi para a pós-temporada, diz que ainda não sabe onde vai jogar, na verdade nem sabe SE vai jogar. Ele disse que vai começar a treinar no fim desta semana, ver se está a fim de trabalhar por mais um ano, e depois decidir o que vai fazer da vida. Os primeiros boatos sobre Modano em Detroit surgiram no fim de Junho, com a famosa reunião no Comerica Park acontecendo em 6 de Julho.

Modano quer nos fazer esperar. Um central de 40 anos que passou a carreira numa franquia falida, que na última temporada foi relegado à 4ª linha e teve 30 pontos em 59 jogos. Um central que, se vier, será o 6º central natural do elenco, atrasando o desenvolvimento de nossos futuros centrais de 3ª e 4ª linha (Abdelkader e Helm).

E ele quer nos fazer esperar. Para quem acompanha outras ligas americanas, Modano lembra outro veterano chato: Brett Favre. Ano após ano, Favre fica entre aposentadoria e os campos, tendo já trocado de time por duas vezes nas últimas temporadas. Mas ainda assim há uma diferença, afinal Favre ainda está entre os melhores de sua posição, liderando suas equipes duas vezes a Finais de Conferência (onde amarelou e perdeu o jogo sozinho, mas isso é outra história).

Ao fazer isso, Favre se tornou um dos jogadores mais odiados da NFL. Todo ano temos horas e horas de cobertura sobre o futuro do jogador, até que finalmente ele sobe em seu trator para cuidar da fazenda, vê que aquilo não é o que ele quer para sua vida e retoma a carreira como se nada tivesse acontecido (sim, a história do trator é verdadeira).

Pior do que isso, Modano pode ser comparado ao cara mais ególatra do universo, Lebron James. Para quem vive em Marte e não sabe quem é James, ele é o jogador de cestobol que trocou de time mês passado, depois de meses de especulação, e anunciou sua decisão num especial de 1 hora na ESPN.

James fez de tudo para aparecer, a mídia inflou seu ego e tudo desgringolou daí. De queridinho da torcida, James cagou no pau e se tornou o inimigo número 1 em todo o mundo, afinal o especial de uma hora serviu para anunciar que ele iria sair do time que sempre defendeu, na sua cidade natal, de quebra ressaltando que lá nunca teria chance de ser campeão.

E por que Modano pode ser ligado ao basqueteiro? Por um torpedo (mensagem de texto) absurdo, ridículo e sem sentido enviado ao jornalista Pierre LeBrun, da ESPN: "Estou indo para o torneio de golfe entre celebridades em Tahoe. Ainda sem nenhuma notícia".

Ah, Modano, vai te catar. Essa mensagem egoísta e vergonhosa foi enviada em 13 de Julho. Resumindo, Modano está se divertidno com a situação. Quando se especulou que ele viria para Detroit, ele disse que seria engraçado voltar para Michigan. Quando falaram em San Jose, ele ficou feliz que poderia jogar perto da esposa. Quando falaram de Minnesota, falou que seria interessante voltar para onde começou a carreira.

Hoje estamos esperando, e peço com todas as minhas forças para que Mike Modano não seja um Red Wings em 2010-11. Que ele aprenda que, quando o nome "Ken Holland" aparece no seu identificador de chamadas, você atende falando "Sim, eu assino".

E que horror, as férias não acabam...

2 comentários:

Fabio disse...

Dá pra fazer uma lista considerável de jogadores razoáveis que topariam assinar por 1 ano com o Red Wings ganhando US$ 1 mi. Por mim, nem viria.

Bruno disse...

Desde de que anunciaram Modano como possivel reforço ja nao gostei, um cara de 40 anos,que a tempos nao joga nada ?! Se o cara fosse mesmo o que ele diz ser, nascido em michigan e bla bla...ele ja estaria comendo gelo no joe louis.

E o Lidstrom com uma perna é melhor que qualquer outro na liga !