Contagem regressiva para a Copa.

 Contagem regressiva para a Copa.

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Prévia: números inúteis

O tempo não passa, não passa não, não passa... Ok, está passando, e logo começa o Training Camp em Traverse City. Enquanto isso, informações inúteis enquanto esperamos para descobrir se Kirk Maltby vai ou não voltar para Detroit.

O time velho

As mesmas notícias todo ano: seca no Nordeste, vagas temporárias na Páscoa e no Natal, Brett Favre vai se aposentar e os Red Wings são velhos. São mesmo?
ImageHost.org
Certo, são sete jogadores com 35 anos ou mais. Mas também são 11(!) com até 26 anos. E na turma intermediária estão Kronwall, Stuart, Datsyuk, Zetterberg, Franzén e Cleary, que estão no auge da forma física entre os 27 e 34 anos. E mesmo os "velhos" se garantem, com óbvio destaque para o quarentão Nicklas Lidstrom.

A média de idade do elenco é de 30,16 anos, mas temos uma garotada muito boa para correr pelos idosos.

Seven Nation Army

Detroit continua sendo um time internacional. Basta ver que nosso Capitão é sueco e dois dos alternativos são europeus. Aqui está a lista do países que são representados pela Roda Alada:
ImageHost.org
Embora a maioria seja canadense, os criadores do hóquei são principalmente jogadores de apoio. A base do time continua sendo sueca, com 5 jogadores nas linhas principais. Interessante também notar que 4 dos 5 norte-americanos são nativos do estado de Michigan.

Time montado em casa

Os Wings tem a melhor equipe de olheiros da NHL, e isso se mostra na forma como cada jogador chegou ao time. Veja só:
ImageHost.org
Não apenas encontramos bons jogadores, mas conseguimos mantê-los por muito tempo. Isso é essencial para manter um time competitivo, já que é muito mais fácil ganhar quando os jogadores se conhecem.

Garimpando

Continuando na linha dos recrutados, a próxima lista chega a ser absurda. Dos 15 recrutados atualmente no elenco, de que rodada do Draft eles vieram?
ImageHost.org
Hoje o draft só tem 7 rodadas, mas temos selecionados na 9ª e 10ª. Nossa primeira linha hoje é composta por Datsyuk (6ª rodada), Zetterberg (7ª) e Holmstrom (10ª), além da defesa ter Lidstrom (3ª).

É só isso... nada acontece e nunca tenho o que falar (a não ser que vocês tenham interesse pela vida acadêmica do Yabadaba ou pelo jogo de golfe do Ken Holland). Até mais.

Atualização: só porque eu reclamei, tem uma notícia (ruim). Niklas Kronwall está sentindo o joelho novamente, em um lugar diferente das dores anteriores. Ele pode passar por uma cirurgia, mas os médicos dizem que não vai ficar de fora do início da temporada regular.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Eu já sabia

Justin Abdelkader finalmente assinou o contrato que todo mundo sabia que iria assinar, por 2 anos, 787 mil por ano.

Assim, o time agora conta oficialmente com 15 atacantes (o time vai começar a temporada com 14) e 8 defensores (vamos ter 7 em Outubro). Com a corda no pescoço estão os atacantes Drew Miller e Mattias Ritola, e o defensor Derek Meech já é carta fora do baralho. Num papo com o blogueiro Andrew VooX, o assistente de Gerente-Geral Jim Nill disse que Brendan Smith tem chances de roubar o lugar de alguém no elenco principal (presta atenção, Kindl).

Estamos no momento 442 mil dólares acima do teto salarial (poderíamos ficar até 5 milhões acima até o fim do training), que serão limados da folha de pagamento com Meech (500 mil) e Ritola (516 mil) ou Miller (560 mil).

Matemática cansa...

sábado, 21 de agosto de 2010

Prévia: nos cinemas

A temporada parece não chegar nunca. Na verdade, o tempo passa tão devagar que nem a pré-temporada e o training camp chegam, então fica complicado inventar besteiras para falar aqui. Assim, em vez de chorar de saudades e cantar "Wake Me Up When September Ends", lá vamos nós com citações estúpidas de filmes não tão estúpidos para mais uma parte do nosso "Esquenta 2010-11".

"5 melhores músicas sobre a morte" - Barry, Alta Fidelidade. Ok, esse pode ter sido o exemplo mais obscuro dos milhões de Top 5 que a galera fala na loja, mas para quem só assiste CQC e acha que eles inventaram isso, saibam de onde veio. Por sinal, meu Top 5 é dos jogadores mais importantes para o time na temporada:

  1. Nicklas Lidstrom: a defesa tem dois velhos garotos (Ericsson e Kindl), dois rolos compressores irresponsáveis (Kronwall e Stuart), um velho frágil (Salei) e um jogador com baixa relação custo-benefício (Rafalski). Lidstrom é o porto seguro que vai liderar esse grupo talentoso mas inconsistente na frente do nosso goleiro talentoso mas inconsistente.
  2. Jim Howard: o goleiro talentoso mas inconsistente. É esperado um pior rendimento estatístico, e deve ter mais ajuda do ataque, mas Howard não pode relaxar. Detroit não pode mais se satisfazer só com um goleiro "decente", já que o teto salarial finalmente nos alcançou.
  3. Henrik Zetterberg: poderia falar de Datsyuk, mas já desisti do russo que some de vez em quando. Prefiro contar com Zetterberg, um atacante muito mais consistente. Seu jogo ofensivo deve aparecer no placar. Não foram poucas as ocasiões em que Zetterberg teve um jogo dominante sem traduzi-lo em números.
  4. Valtteri Filppula: Mike Babcock quer manter Datsyuk e Zetterberg juntos. Isso só será possível se Filppula finalmente se mostrar capaz de carregar uma linha. Provavelmente jogando com Bertuzzi e Franzén, a criação de jogadas deve ficar a cargo do finlandês, que vai ter de corresponder.
  5. Jiri Hudler: vai começar a temporada ao lado de Modano e Cleary. Esses dois não criam jogadas para si mesmos, então o "chutador" desta linha será Hudler. A intenção de Detroit é ter três linhas capazes de fazer gols, o que só vai acontecer se Hudler jogar de acordo com seu salário.

"Eu tenho mesmo uma prova hoje. É sobre o socialismo Europeu. Mas para que isso? Eu não sou Europeu. Eu não planejo ser Europeu, então e daí se eles são socialistas? Eles podiam ser fascistas anarquistas e isso não mudaria o fato de eu não ter um carro" - Ferris Bueller, Curtindo a Vida Adoidado

Ferris, sábio como sempre, nos ensina a esquecer o mundo. E daí se Jaroslav Halak, o goleiro que carregou Montreal nas costas, foi para St. Louis e vai nos enfrentar seis vezes esse ano? E daí se os Kings falaram tanto em contratar um nome de peso e não conseguiram nada? Principalmente, e daí se Chicago tem uma gerência burra e teve de se livrar de metade do time campeão da Copa Stanley?

Não se enganem. Esqueçam o resto da Liga, se foquem em Detroit. Não podemos olhar para os elencos da Liga e pensar "já ganhei". Se as nossas peças não encaixarem nada vai importar. É engraçado ver Chicago se desmantelando e contratando o freguês Marty Turco, mas isso não significa nada até que Franzén enfie 8 gols na cara do mané.

"Não me diga que é inocente. Isso insulta minha inteligência e me deixa furioso" - Michael Corleone, O Poderoso Chefão

Ah, Jiri Hudler... Não te culpo por nos abandonar ano passado. Quem culpa um homem que vai atrás de 10 milhões de dólares livres de impostos? Mas não esqueci o que fez com a gente. Não esqueci que você nos algemou em negociações inúteis que nos custaram Mikael Samuelsson e um contrato enorme que lhe deram na arbitragem. Não vou esquecer disso, mas você pode me mostrar que valeu a pena.

Ah, Mike Modano... Não te culpo por ter avaliado outras possibilidades. Quem culpa um homem que não sabe o que fazer quando se aposentar, ou que quer ficar perto da esposa? Não, sua demora não nos custou nenhum jogador, quem sabe tenha nos custado alguns fios de cabelo. Mas não vou esquecer de "Detroit ou aposentadoria" antes de "seria interessante voltar para Minnesota", você vai ter de mostrar que valeu a pena.

Ah, Chris Osgood... Não te culpo por pedir respeito. Quem culpa um homem que tem quase 400 vitórias na carreira e três Copas Stanley? Mas não esqueci que você quis entender mais de hóquei do que seu treinador. Não esqueci que você chorou e reclamou e esperniou para jogar mal em todas as chances. Mas você pode relaxar. Você tem crédito, basta ser um reserva adequado que vai me mostrar que valeu a pena.

"Para começar, tudo" - Russell Hammond, Quase Famosos

Do que você gosta no time deste ano? Zetterberg, Datsyuk, Holmstrom; Bertuzzi, Filppula, Franzén; Cleary, Modano, Hudler; Abdelkader, Helm, Eaves; Miller, Draper, Ritola; Lidstrom, Rafalski, Kronwall, Stuart, Salei, Ericsson, Kindl; Howard e Osgood. Para começar, tudo.

Qual o ponto fraco deste time? É o goleiro que ficou entre os 5 nas principais estatísticas do ano passado, ou o seu reserva injustiçado que tem três anéis da Copa? É a "idade avançada" do time que tem Howard, Filppula, Hudler e Helm? É o técnico campeão olímpico, ou o Gerente-Geral que conhece mais o Acordo Coletivo de Trabalho do que os homens que o escreveram?

No papel, este time é o melhor da Liga. Comparando com 95% dos times da NHL, podemos dizer que "minha 1ª linha é melhor do que a sua, minha 2ª linha é melhor do que a sua, minha 3ª linha é melhor do que a sua, minha 4ª linha é melhor do que a sua". Só temos que colocar em prática, e o homem certo para isso é Mike Babcock.

Eu quero hóquei, estou ansioso e estou pronto para começar a corrida pelo troféu que nunca deveria ter saído de casa. Let's Go Red Wings!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Prévia: elenco

Faltando só a confirmação de Justin Abdelkader no time, vamos ao elenco deste ano. Aqui estão os jogadores do time principal e alguns Griffins que podem subir ao longo do ano.

Goleiros

30. Chris Ozzie Osgood
Canadá, 37 anos, 1.78m, 81kg
Faltam 4 vitórias para a sua 400ª na carreira

35. Jimmy Jim/James Howard
Estados Unidos, 26 anos, 1.83m, 93kg

Thomas McCollum
Estados Unidos, 20 anos, 1.85m, 89kg
Calouro

Defensores

4. Jakub Kinder Kindl
República Tcheca, 23 anos, 1.91m, 90kg
Calouro

5. Nicklas Lids Lidstrom
Suécia, 40 anos, 1.85m, 86kg
Capitão. 4º maior pontuador da franquia, 9º em gols, 4º em assistências

14. Derek Meech
Canadá, 26 anos, 1.80m, 89kg

23. Brad Disco Stu Stuart
Canadá, 30 anos, 1.88m, 97 kg
Falta 1 assistência para a 200ª de sua carreira

24. Ruslan Salém Salei
Bielorrúsia, 35 anos, 1.85m, 96kg
Faltam 6 pontos para o 200º da carreira

28. Brian Raffy Rafalski
Estados Unidos, 36 anos, 1.78m, 87kg
Faltam 8 assistências para a 400ª da carreira, 33 pontos para o 500º da carreira


52. Jonathan Sony Ericsson
Suécia, 26 anos, 1.93m, 99kg

55. Niklas Kronner Kronwall
Suécia, 29 anos, 1.83m, 86kg

Doug Janik
Estados Unidos, 30 anos, 1.88m, 95kg

Brendan Smith
Canadá, 21 anos, 1.85m, 77kg
Calouro

Atacantes

8. Justin Yabadabadu Abdelkader (C/LW)
Estados Unidos, 23 anos, 1.85m, 98kg

11. Dan Cleary (RW/LW)
Canadá, 31 anos, 1.83m, 96kg
Faltam 17 pontos para o 300º da carreira

13. Pavel Dats Datsyuk (C/LW)
Rússia, 32 anos, 1.80m, 88kg
Capitão alternativo. Faltam 2 gols para o 200º da carreira, 6 assistências para a 400ª, 8 pontos
para o 600º. 9º maior pontuador da franquia, 7º em assistências

17. Patrick Larry Eaves (RW)
Canadá, 26 anos, 1.83m, 87kg

20. Drew Miller Lite (LW/C)
Estados Unidos, 26 anos, 1.88m, 75kg

26. Jiri Risadinha Hudler (RW)
República Tcheca, 26 anos, 1.75m, 83kg

33. Kris Draper (C/LW)
Canadá, 39 anos, 1.78kg, 85kg
Caítão alternativo. Faltam 2 assistências para a 200ª da carreira

40. Henrik Hank/Zetta Zetterberg (C/LW)
Suécia, 29 anos, 1.78kg, 88kg
Capitão alternativo. Faltam 31 assistências para a 300ª da carreira, 15 pontos para o 500º. 10º em gols na franquia

42. Mattias Drops Ritola (RW)
Suécia, 23 anos, 1.83m, 87kg
Calouro

43. Darren Deus Helm (C)
Canadá, 23 anos, 1.80m, 78kg

44. Todd Tuzzi Bertuzzi (LW/RW)
Canadá, 35 anos, 1.91m, 105kg
Faltam 5 assistências para a 400ª da carreira, 32 pontos para o 700º

51. Valtteri Wally/Flip Filppula (C/LW)
Finlândia, 26 anos, 1.83m, 88kg
Faltam 23 assistências para a 100ª na carreira

90. Mike M&M's Modano (C)
Estados Unidos, 40 anos, 1.91m, 95kg

93. Johan Mula Franzén (RW)
Suécia, 30 anos, 1.91m, 100kg
Faltam 7 gols para o 100º na carreira, 29 assistências para a 100ª, 36 pontos para o 200º

96. Tomas Homer Holmstrom (RW)
Suécia, 37 anos, 1.83m, 92kg
Faltam 31 pontos para o 500º na carreira

Tomás Tatar (LW/RW)
Eslováquia, 19 anos, 1.75m, 80kg
Calouro

Cory Emmerton (LW/C)
Canadá, 22 anos, 1.80m, 80kg
Calouro

Jam Mursak (RW/LW)
Eslovênia, 22 anos, 1.80kg, 76kg
Calouro

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Prévia: calendário

Já faz quase dois meses que a tabela foi divulgada, mas agora a temporada já está relativamente próxima e não vamos passar tanta raiva de esperar começar.

Os destaques dessa temporada são:

  • a Joe Louis Arena vai receber jogos contra todos os membros dos Seis Originais (Bos, Chi, Mtl, NYR e Tor);
  • os Wings vão jogar partidas em noites seguidas em 14 ocasiões;
  • a maior sequência de jogos em casa é de 6 jogos, em Novembro (Pho, Edm, Col, Stl, Min, Cgy);
  • as maiores sequências de jogos fora tem 5 jogos cada, em Janeiro (Edm, Cgy, Van, Col, Cbs) e Fevereiro/Março (Buf, LA, Ana, SJ, Pho);
  • vamos enfrentar 3 times do Leste duas vezes: Devils, Bruins e Penguins.
Os jogos "imperdíveis" são:

9 de Outubro, Chicago Blackhawks (fora)

A Liga foi simpática e marcou o primeiro jogo dos 'Hawks justamente contra nós. Até aí, faz parte. Não foi simpática ao marcar a partida no dia seguinte a um jogo contra Anaheim. Ótima oportunidade para carimbar a faixa de campeão (barf) e esfregar na cara do Buttman.

14 de Outubro, Dallas Stars (fora)

Será a primeira partida em casa dos Stars, e pela primeira vez na vida Mike Modano entrará no vestiário dos visitantes do American Airlines Center.

31 de Dezembro, New York Islanders (casa)

O jogo de Ano Novo será contra os Islanders. Em 63 jogos de Reveillón, a campanha de Detroit é de 33 vitórias, 22 derrotas e 8 empates. Ano passado ganhamos de Denver por 4-2.

18 de Janeiro, Pittsburgh Penguins (fora)

Descontando o jogo da pré-temporada, esse será o primeiro duelo entre os times desde este jogo. A Liga continua marcando dois jogos entre Detroit e Pittsburgh tentando manter a rivalidade, vamos ver se a temperatura vai continuar alta.

17 de Fevereiro, Tampa Bay Lightning (fora)

Ninguém ficou surpreso com a insensibilidade da Liga em marcar o primeiro jogo de Wings vs. Yzerman em Tampa Bay. De qualquer modo, vai ser um jogo especial que qualquer torcedor de Detroit vai se sentir vitorioso.

11 de Março, Edmonton Oilers (casa)

Dia do H2H2, provavelmente sem o primeiro "H" presente. Não dá para achar que é jogo fácil, afinal todo jogo entre Wings e Oilers parece vindo da década de 80.

10 de Abril, Chicago Blackhawks (fora)

Começa em Shitcago, termina em Shitcago. Se tudo correr bem, no último jogo da temporada regular já estaremos classificados há uma semana, e os 'Hawks podem estar dependendo do resultado de outros 4 jogos para pegar a 8ª vaga no Oeste.

---

Só para constar, ano passado escolhi 8 jogos e os Wings tiveram campanha de 4 vitórias e 4 derrotas (1 na prorrogação).

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

O novo Epaminondas e outras coisas mais...

Defensor, 1.85m, 95kgs, 35 anos. Não, o novo defensor de Detroit não é Andreas Lilja (1.91m, 100kgs), e sim Ruslan Salei.

O ex-Mighty Duck, ex-Panther, ex-Denver assinou contrato por um ano, por 750 mil dólares, com possíveis 350 mil a serem dados em bônus. Pelo preço, ótima contratação. Com Salém, a defesa deve jogar assim:

Lidstrom-Rafalski
Kronwall-Stuart
Salei-Ericsson (Kindl)

Derek Meech deve ser sacado do time, provavelmente numa troca por escolha de recrutamento.

---

E numa notícia bizarra, Mike Ilitch quer se tornar o Presidente do Universo em Detroit, por meio de sua empresa, Ilitch Holdings. Já dono dos Red Wings (NHL), dos Tigers (MLB) e da pizzaria Little Caesar's (PIZZA), Ilitch agora pretende comprar a grande rival, a Palace Sports & Entertainment, dona dos Pistons do cestobol, e contruir um ginásio para ser utilizado tanto pelos Wings quanto pelos Pistons no centro da cidade.

Se isso acontecer, vou ficar puto. Não vai influenciar os basqueteiros, mas nós vemos em Nova York e Dallas o que acontece com uma arena dividida. O gelo fica muito ruim, sem contar que o time treinaria menos no ginásio em que manda seus jogos.

A nova arena deve ser construída mesmo que os Pistons continuem no subúrbio. Por enquanto os Wings continuam jogando na Joe Louis.

domingo, 8 de agosto de 2010

Os quatro caras

O blog Puck Daddy iniciou uma série de publicações em que blogueiros selecionados a dedo escrevem sobre os quatro caras mais importantes da história de cada franquia.

A escolha é livre e vale tudo, de jogadores a técnicos, de gerentes gerais a proprietários, até mesmo um polvo ou um goleiro que ainda virá.

O escolhido para representar a nação alvirrubra foi Matt Saler, do blog On the Wings.

Matt levou ao seu blog a votação para definir os quatro fodões da história do Detroit.

Eu participei da enquete e votei em Steve Yzerman, Nicklas Lidstrom, Ken Holland e Darren McCarty, ignorando completamente o passado e concentrando os meus votos apenas no que eu vi e no que eu senti em uma década como torcedor dos Red Wings.

Não me alonguei muito nas justificativas das minhas escolhas: Yzerman porque me fez ser um torcedor dos Red Wings, ainda que isso tenha acontecido através do videogame e não por vê-lo jogar; Lidstrom porque é o maior jogador de todos os tempos, maior que Howe, maior que Lemieux, maior que Gretzky; Holland porque foi o arquiteto de três Copas Stanley — embora eu tenha me enganado e escrito quatro; e McCarty, meu Deus, pelo dia 26 de março de 1997.

No post com os resultados e comentários da enquete, em que Steve Yzerman, Gordie Howe, Nicklas Lidstrom e Mike Illitch foram eleitos os quatro bambambam da história, Matt escreveu que se surpreendeu com o voto em McCarty.

Como assim? Eu é que me surpreendi com a votação. Apenas um voto para McCarty? Só eu?

O que McCarty fez no 26 de março de 1997 mudou para sempre a história dos Red Wings. Aquele time não seria campeão sem seu voo, seus socos e suas joelhadas em Claude Lemieux. Aquele time não seria campeão sem seu gol da vitória na prorrogação.

Meu amigo Marcelo Constantino define a situação: "Esse pessoal é racional demais!"

Às favas com a razão. Torcer é paixão.

É por isso que eu me orgulho de ter cravado McCarty na lista dos maiorais, mesmo que em décimo lugar e com apenas um voto.

sábado, 7 de agosto de 2010

Linhas (?)

Pena que ainda é cedo para falar do elenco... Mais ou menos, pois a volta de Jiri Hudler, a contratação de Mike Modano e a renovação de Darren Helm já nos deixaram muito próximos do time da temporada 2010-11. Agora só falta a renovação de Justin Abdelkader e a possível chegada de um novo defensor.

Considerando que Abdelkader é uma certeza, o ataque já está definido. Assim, podemos projetar as linhas de acordo com declarações de Mike Babcock, e provavelmente ficaremos assim:

Zetterberg-Datsyuk-Holmstrom

O famoso "Circo Voador do Tio Mike", é uma formação querida entre a torcida e o próprio treinador, que só não a utilizou na temporada passada para manter a profundidade do time. Henrik Zetterberg e Pavel Datsyuk podem alternar entre a ala esquerda e o centro, e vão causar pesadelos nos adversários com seu excelente jogo defensivo. Tomas Holmstrom se encaixa bem para fazer o jogo sujo, e nos últimos anos só jogou bem quando ao lado de Datsyuk.

Bertuzzi-Filppula-Franzén

É a nossa linha inconsistente. Os três tem momentos brilhantes alternados com fases ruins, e o acaso vai dizer se vão funcionar bem ou não. Valtteri Filppula jogou o melhor hóquei de sua carreira após as Olimpíadas, como asa esquerdo de Zetterberg, e vai ter de provar ser capaz de carregar uma linha sozinho. Johan Franzén vai ter a difícil tarefa de jogar seis meses no mesmo nível dos playoffs, e Todd Bertuzzi é claramente o elo fraco da linha.

Cleary-Modano-Hudler

Dan Cleary e Hudler estavam certos que seriam centrados por Abdelkader, até que Mike Modano, simplesmente o maior pontuador nascido nos Estados Unidos na história da NHL, decidiu que queria jogar mais um ano e viu em Detroit a melhor chance de encerrar a carreira com uma Copa. Cleary vai ter de jogar melhor do que ano passado, quando lesões o incomodaram o ano todo, e Hudler vai poder jogar tudo o que sabe por não ter a pressão de pontuar muito. Afinal, Hudler sempre foi um jogador de 3ª linha acima da média, mas nunca correspondeu quando recebeu algum papel mais importante.

Draper, Miller, Helm, Eaves, Abdelkader, Ritola

Esses cinco, mais possivelmente Kirk Maltby, vão brigar por três lugares na 4ª linha. Maltby ainda não assinou, e não deve assinar um contrato que não tenha opção para jogar em ligas menores. Além disso, Matias Ritola também corre por fora, já que o primeiro ano de seu contrato tem a opção de AHL. Apesar disso, ele teria que passar pela desistência para ser mandado para Grand Rapids.

O único que parece garantido na linha é Helm. Ele é o principal matador de penalidades do time, e isso fará diferença. Patrick Eaves e Drew Miller também fazem esse papel e tem maior potencial ofensivo, então um deles deve estar constantemente entre os titulares. Abdelkader é o substituto natural de Helm para centrar a linha em caso de lesão ou rendimento ruim, e também pode entrar nas asas. Kris Draper teve seu papel diminuído consideravelmente com o crescimento de Helm, mas é o principal mentor dele e de Abdelkader.

---

Resumindo, o time "imaginário" para é temporada é muito bom. É muito profundo, tem uma boa briga por posição na 4ª linha (Ken Holland já disse que usará 14 atacantes) e boas peças de reposição. Essa profundidade vai aumentar a importância de cada jogo para cada jogador: Holmstrom não pode relaxar com Franzén, Bertuzzi não pode relaxar com Cleary, Hudler não pode relaxar com Eaves. A competitividade interna vai fazer muito bem ao time, assim como o fato de Modano e Nicklas Lidstrom estarem possivelmente em suas últimas temporadas.

Esse é nosso ataque, sobre a defesa ainda não falo muito pois ainda não está completa. Ainda se fala sobre Andreas Lilja, e o bom Willie Mitchell já recebeu uma proposta. Fora isso, das ligas menores surgem o ótimo garoto Brendan Smith e o sólido veterano Doug Janik, todos esses querendo competir com Jakub Kindl e Derek Meech por um lugar no elenco.

Para concluir, essa temporada promete.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Asdfasdf

Deus Darren Helm assinou hoje seu novo contrato, com duração de dois anos. No primeiro ano irá receber 825 mil dólares, no segundo será 1 milhão, fazendo com que o impacto no teto salarial seja de 912 mil dólares.

...

...

...

DEUS É NOSSO!!!

(agora com calma HELM É DEUS, gostei do contrato, o aumento do primeiro para o segundo ano provavelmente vai corresponder ao valor do jogador para o time, e ainda temos espaço de sobra para assinar com Abdelkader e um 7º defensor quando Meech for embora)

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Vai se ferrar, Modano!

Caramba, eu passo uma semana sem postar, decido escrever um livro para concluir que não quero Mike Modano em Detroit, e 12 horas depois é anunciado que ele é quase um Red Wing. E não com qualquer anúncio, mas numa sequência histórica de presepadas do Freep.com, que não tem nada a ver com nada mas serão postadas aqui, obviamente.

Tudo começou às 23 horas de Brasília, quando essa aberração apareceu no site do jornal:



"asdfasf", essa foi a nossa primeira dica do futuro do central. Pouco depois o horário da notícia foi mudado, e a história escrita corretamente. Aí o twitter do Freep ficou maluco:



Claro, 08Fr33ps0rtz. Quê? Aí veio o top:



Bom, aparentemente, Mike Modano assina com Detroit na quinta-feira, provavelmente pelos US$1,25 milhões que haviam sido divulgados anteriormente. Fuck it.

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Lidstrom, Modano, Favre e LeBron (post gigante)

Faça um ranking dos melhores defensores da NHL hoje. Onde está Nicklas Lidstrom? Ele não ficou entre os finalistas para o Troféu Norris da última temporada, ou seja, não foi considerado um dos três melhores. Para confirmar, o péssimo jornalista Adrian Dater escreveu um artigo para o site da Versus, listando Lidstrom como o 4º melhor defensor da Liga, atrás de Doughty (LA), Keith (CHI) e Chara (BOS).

Dater disse ter os seguintes requisitos para julgar os melhores: eficiência do primeiro passe, capacidade de decisão e capacidade de manter o jogo fluindo na zona ofensiva. Sim, Dater só utiliza quesitos ofensivos para listar defensores. Gênio.

Agora me diga, por esses aspectos, onde Lidstrom perdeu pontos? Concordo que a primeira parte da temporada nos mostrou um Nick diferente, mas na virada do ano ele se tornou aquele grande defensor de sempre, por muitas vezes sendo um dos únicos na equipe a merecer elogios e não críticas (o outro é Jim Howard).

Mais uma vez, vale lembrar as características de Nicklas Lidstrom. Não é o maior, não é o mais forte, não é o mais rápido, não é o melhor ofensivamente. Mas pelamordedeus, ele é o mais inteligente, por muito. Ninguém controla o taco como ele, ninguém se posiciona como ele, ninguém chuta como ele (não pela força, mas pela direção, mesmo quando chuta para fora de propósito para proporcionar rebotes para Tomas Holmstrom).

Sim, Nicklas Lidstrom é o melhor defensor da Liga, mas não é em um jogo que você vai perceber isso. Muitos jogadores podem passar uma partida sem cometer erros. Muitos jogadores podem passar duas partidas sem errar. Para ver quão perfeito(?!) Lidstrom é, você precisa observá-lo por muito tempo, tempo que Dater não deve ter. Opa, calma aí, Dater trabalha com hóquei, tem o dever de ver Lidstrom jogar! Ah, então ele é burro

Lidstrom, que jogou até Maio, decidiu que fica em Detroit para o ano que vem. Ele tinha todo direito de considerar suas opções, e em Junho já assinou seu contrato. Enquanto isso, Mike Modano, que não foi para a pós-temporada, diz que ainda não sabe onde vai jogar, na verdade nem sabe SE vai jogar. Ele disse que vai começar a treinar no fim desta semana, ver se está a fim de trabalhar por mais um ano, e depois decidir o que vai fazer da vida. Os primeiros boatos sobre Modano em Detroit surgiram no fim de Junho, com a famosa reunião no Comerica Park acontecendo em 6 de Julho.

Modano quer nos fazer esperar. Um central de 40 anos que passou a carreira numa franquia falida, que na última temporada foi relegado à 4ª linha e teve 30 pontos em 59 jogos. Um central que, se vier, será o 6º central natural do elenco, atrasando o desenvolvimento de nossos futuros centrais de 3ª e 4ª linha (Abdelkader e Helm).

E ele quer nos fazer esperar. Para quem acompanha outras ligas americanas, Modano lembra outro veterano chato: Brett Favre. Ano após ano, Favre fica entre aposentadoria e os campos, tendo já trocado de time por duas vezes nas últimas temporadas. Mas ainda assim há uma diferença, afinal Favre ainda está entre os melhores de sua posição, liderando suas equipes duas vezes a Finais de Conferência (onde amarelou e perdeu o jogo sozinho, mas isso é outra história).

Ao fazer isso, Favre se tornou um dos jogadores mais odiados da NFL. Todo ano temos horas e horas de cobertura sobre o futuro do jogador, até que finalmente ele sobe em seu trator para cuidar da fazenda, vê que aquilo não é o que ele quer para sua vida e retoma a carreira como se nada tivesse acontecido (sim, a história do trator é verdadeira).

Pior do que isso, Modano pode ser comparado ao cara mais ególatra do universo, Lebron James. Para quem vive em Marte e não sabe quem é James, ele é o jogador de cestobol que trocou de time mês passado, depois de meses de especulação, e anunciou sua decisão num especial de 1 hora na ESPN.

James fez de tudo para aparecer, a mídia inflou seu ego e tudo desgringolou daí. De queridinho da torcida, James cagou no pau e se tornou o inimigo número 1 em todo o mundo, afinal o especial de uma hora serviu para anunciar que ele iria sair do time que sempre defendeu, na sua cidade natal, de quebra ressaltando que lá nunca teria chance de ser campeão.

E por que Modano pode ser ligado ao basqueteiro? Por um torpedo (mensagem de texto) absurdo, ridículo e sem sentido enviado ao jornalista Pierre LeBrun, da ESPN: "Estou indo para o torneio de golfe entre celebridades em Tahoe. Ainda sem nenhuma notícia".

Ah, Modano, vai te catar. Essa mensagem egoísta e vergonhosa foi enviada em 13 de Julho. Resumindo, Modano está se divertidno com a situação. Quando se especulou que ele viria para Detroit, ele disse que seria engraçado voltar para Michigan. Quando falaram em San Jose, ele ficou feliz que poderia jogar perto da esposa. Quando falaram de Minnesota, falou que seria interessante voltar para onde começou a carreira.

Hoje estamos esperando, e peço com todas as minhas forças para que Mike Modano não seja um Red Wings em 2010-11. Que ele aprenda que, quando o nome "Ken Holland" aparece no seu identificador de chamadas, você atende falando "Sim, eu assino".

E que horror, as férias não acabam...