quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Derrota e lesão. Mais uma

Ontem os Red Wings jogaram por meio período e assistiram por dois períodos, perdendo para o Dallas Stars por 2-1.

O placar foi mais próximo do que deveria ser, com o único gol vermelhor saindo aos 19:56 do 3º período, e James Howard fazendo defesas e mais defesas e mais defesas e mais defesas. E mais defesas.

O grupo defensivo segue muito desentrosado, algo que tende a acontecer quando metade dos jogadores é recém-chegada não tem uma pré-temporada decente para se preparar. Mesmo assim, ainda é assustador saber que Kyle Quincey esteve no gelo em 6 dos 11 gols sofridos pelos Wings até agora, e que o atacante Drew Miller estava no gelo em 7 gols cedidos.

No ataque, o único destaque é Damien "Doug Funnie" Brunner, que anotou seu primeiro gol pra valer na NHL. Ele e Henrik Zetterberg são quase os únicos atacantes que se encontram no gelo. Seu companheiro de linha Pavel Datsyuk, perdeu discos a torto e a direito, matando penalidades a serviço de Dallas. Por falar em power-plays desperdiçados, os Red Wings já tiveram 15 chances no ano e não aproveiratam nenhuma. Ai.

Mas como esse ano é divertido, vamos falar de lesão. Ian WHite sofreu um corte acima do joelho e ficará afastado de duas a três semanas. A lista de contundidos hoje tem:

Jonas Gustavsson (virilha), Carlo Colaiacovo (ombro), Jakub Kindl (virilha), Jonathan Ericsson (ombro), White (joelho), Mikael Samuelsson (virilha), Darren Helm (costas) e Jan Mursak (ombro).

Pelo menos o novo exame realizado em Todd Bertuzzi não apontou nada de errado, afastando a hipótese do atacante ter mononucleose. O atleta já está liberado para jogar.

Nenhum comentário: