terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Um gol simbólico

Aos 14:06 do segundo período, o defensor Ian White marcou o primeiro gol dos Red Wings na temporada 2013.

O gol de Brian Lashoff, que abriu o placar? Nada contra o veterano defensor do Grand Rapids Griffins, que fez boa partida e surpreendeu a todos, mas ele é jogador dos Griffins, não um Red Wing.

Então o primeiro gol de um jogador do Detroit saiu depois de mais de uma hora e meia de hóquei, daí o título do post.

Os Wings desperdiçaram uma vantagem de 2-0 no placar, sofreram dois gols em desvantagem numérica, (já são cinco em dois jogos) e tiveram que arrancar uma vitória na disputa de pênaltis, graças a um drible espetacular de Damien Brunner.

Jimmy Howard, aquele que não defende breakaway, também seria um ótimo título para este post.

Para a primeira partida dos Red Wings na Joe Louis Arena em muito tempo, o time contará com Gustav Nyquist, convocado para o lugar do contundido Mikael Samuelsson, e Kent Huskins, veterano defensor contratado para substituir Carlo Colaiacovo, defensor de vidro que sempre está machucado, mas que por algum motivo foi contratado.

Huskins tem 33 anos, disputou as últimas seis temporadas por Anaheim Ducks, San Jose Sharks e St. Louis Blues e soma 299 jogos na carreira. Como diria o Tiririca, pior do que está, não fica.

Um comentário:

Dudu disse...

Cara, como nosso time esta ruim!!! Vi o segundo tempo ontem e não acreditei. O PP eh inexistente, Dallas teve as melhores chances enquanto estavamos em vantagem. O time custava a se posicionar a frente da linha de offside. Quantos jogadores lentos tb, deu preguiça de ver.
Parece que aquelas simulações do NHL EA Sports durante o lockout, onde ficamos la em baixo na tabela, fazem algum sentido.